sexta-feira, 24 de março de 2017

Ex- Vereador Valtinho deixa secretaria de Turismo em Belford Roxo.

O Ex- vereador e agora ex- secretário municipal José Valder Dias o Valtinho, deixou na última quarta-feira(22), o cargo de secretário executivo de Turismo.
Valtinho deixa o cargo no poder executivo e irá assumir uma cadeira na câmara de Vereadores, para o lugar de Valtinho, foi nomeado o vereador Tuninho Medeiros do PDT.
                                                                          

quinta-feira, 16 de março de 2017

Aterro sanitário de Belford Roxo está com licença vencida.

Moises Boechat (esquerda) nega que haja irregularidades e que tivesse se recusado a receber o lixo coletado pela Prefeitura de Belford Roxo, mas o relatório é amplo e mostra pelo menos 12 pontos negativos (Foto:Arquivo/março de 2012).
Empresa que explora o espaço tem contrato anulado depois de notificada pela Secretaria do Meio Ambiente que apontou várias irregularidades no acondicionamento do lixo.
Controlada pelo empresário Moises Boechat, a empresa Bob Ambiental que explora o aterro sanitário de Belford Roxo, inaugurado há cinco anos, teve o contrato com a Prefeitura rescindido por estar com a licença ambiental vencida e vir operando com várias irregularidades. Pelo menos é isto que consta das notificações emitidas contra a empresa pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que apontou, por exemplo, o descarte sem a compactação do solo e cobertura com argila, como determina a legislação, além de manter os resíduos sólidos fora da célula autorizada quando da abertura do aterro. As notificações forem feitas no dia 22 de fevereiro, com o órgão ambiental pontuando várias irregularidades e determinando as medidas que precisam ser tomadas. Já a rescisão unilateral do contrato foi decidida na terça-feira e publicada no diário oficial do município, edição desta quarta-feira (15).
O aterro sanitário começou a funcionar no dia 3 de março de 2012 e logo depois a empresa Boechat do Bairro Tratamento de Resíduos, Coleta e Conservação (razão social da Bob Ambiental) firmou um contrato com a Prefeitura para que o lixo coletado no município passasse a ser descartado no local. Além das irregularidades apontadas durante vistoria feita por técnicos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, pesou na decisão do governo o fato de a empresa ter deixado de prestar o serviço contratado, que o de receber o lixo coletado pela Prefeitura. Ao todo a Secretaria do Meio Ambiente apontou 12 irregularidades classificadas como gravíssimas.

De acordo com a Prefeitura, a empresa havia fechado o aterro para os caminhões que chegavam com o lixo da cidade, condicionando o acesso ao pagamento de uma dívida de cerca de R$ 3 milhões deixada pela gestão do prefeito Dennis Dauttmam. O dono da Bob Ambiental, por sua vez, nega ter recusado a receber o lixo de Belford Roxo e fez várias acusações contra o governo, entre elas a de supostas ameaças partidas de homens armados que teriam ido ao aterro para, segundo ele, intimidar os funcionários. Sobre as acusações o prefeito Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho, já afirmou que vai interpelar o empresário na Justiça.

Na época da inauguração foi divulgado que o local tinha “duplo sistema de impermeabilização, formado por camadas de argila e membrana de polietileno, e um sistema de drenagem para captação e encaminhamento adequado de efluentes, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental na região”. Entretanto, a vistoria feita pela fiscalização municipal constatou, entre outras coisas, ausência do sistema de drenagem e contaminação do solo pelo despejo de chorume in natura (sem tratamento).

Fonte: Elizeu pires.

terça-feira, 14 de março de 2017

Polícia Militar acaba com baile funk em Belford Roxo.

Na madrugada do último dia 12 de março( Domingo) os policias militares do 39º BPM( Belford Roxo), estiveram na comunidade do Rola Bosta,( comunidade dominada pela facção do comando vermelho)  com o intuito de proibir a realização de um baile funk(sem autorização) e vendas de drogas, chegando ao local os agentes foram recebidos por diversos disparos de arma de foco.
Os agentes não revidaram os disparos devido a grande aglomeração de pessoas no interior da comunidade.
No local foi localizada grande aparelhagem de som, sendo a mesma apreendida e levada para  54 DP(Belford Roxo) para registro do fato.





Outra ação do 39º BPM.






















Já na última segunda -feira(13), os agentes do serviço reservado do 39ºBPM estiveram na comunidade do Roseiral, quando em patrulhamento tiveram atenção voltada para dois elementos em atitude suspeita, ao ser feiro abordagem, um dos suspeitos informou que que estava de posse de uma pistola Calibre .40 de numeração raspada e um carregador com quatro munições, já com o segundo suspeito foi encontrado a chave de um automóvel Fiat uno ( Placa KWH 4742) produto de roubo na área da 54DP(Belford Roxo), que teria sido comprado por R$500,00( quinhentos) reais na comunidade do roseiral.
Diante do fato os agentes deram ordem de prisão e fato

encaminhado à 64 DP para registro dos fatos.


Durante o fato os agentes ainda recuperaram mais três veículos.












quarta-feira, 8 de março de 2017

Vivi precisa do seu Sangue!!!

Frequentemente nos Hospitais do Rio de Janeiro, pessoas entram nas salas de cirurgia, pelos diversos motivos, e acabam precisando de bolsas de sangue a fim de obter uma recuperação.
O problema é que o HEMORIO está com baixa produtividade com relação ao estoque de bolsas de sangue, e quem está precisando hoje da nossa ajuda é a nossa amiga Viviane Souza.
E o blog Belford Roxo on line entrou nessa campanha de cabeça e contamos com ajuda dos nosso leitores e amigos, faça você sua doação em um dos postos. 





Onde doar???

Rua Artur Bernardes, 26- Loja A Bairro Catete - RJ
Próximo  ao Metrô - Estação largo do Machado - RJ

Segunda a sexta -07:30 às 15:00hs

39º Batalhão da Polícia Militar realiza mais um café comunitário em Belford Roxo.

O 39º Batalhão da Polícia Militar ( Belford Roxo) realizou nesta terça-feira(07), mais um café comunitário. O evento foi realizado na sede do 39º BPM no bairro de São Bernardo em Belford Roxo. Estiveram presentes autoridades dos poderes Executivo e Legislativo, além de Militares e Civis. No encontro foram abordados temas relacionados à Segurança Pública do município de Belford Roxo, onde foram apresentados dados estatísticos.

Estiveram presentes no encontro o Delegado titular da 54DP ( Dr Luiz Henrique), Major PM Marcelo Vaz, Francisco Araújo (Presidente do Conselho Comunitário de Segurança), Rafael Araújo ( Secretário executivo de Educação), José Cavalcante ( Assessor da Dep, Marta Rocha,  Algacir Moulin ( Secretário Municipal) entre outros. 

domingo, 5 de março de 2017

Bailes dos anos 80 e 90 estão de volta em Belford Roxo.

A União das Galeras da Baixada mantém vivo o funk carioca das décadas de 80 e 90
Belford Roxo - O som do batidão está mais forte em Belford Roxo. Os bailes dos anos de 1980 e 1990 estão de volta com tudo e o velho funk está em alta na cidade com roteiro itinerante. O ritmo, popular na cidade, sempre reuniu adeptos.
Cada bairro fazia seu baile funk e ninguém podia frequentar o baile do outro bairro. Os eventos ficavam divididos e cada vez mais vazios. Foi aí que representantes de cada baile funk se juntaram pensando em fortalecer o movimento e unificar os eventos. “Ao invés de dividir o pessoal, vimos que era melhor unir todo mundo e fazer apenas um evento onde todos pudessem ir e curtir. Organizamos uma agenda para que não haja mais de um baile num mesmo dia. Além de lotar mais, a gente está deixando o movimento de funk mais forte na cidade”, explica Wildon Desidério, da QC de Santa Mélia.
Foi assim que surgiu a União de Galeras de Belford Roxo (UGBR), que reúne 18 grupos de 32 bairros da cidade. “Estamos tentando recuperar o que os bailes tinham de bom e quebrando barreiras de preconceito”, afirma o secretário de Cultura, Bruno Nunes. Os bailes da UGBR, que começaram este ano, acontecem duas vezes por mês, em bairros diferentes.

Os próximos eventos já tem data e local: dia 11, na Casa de Cultura, e dia 31, em Boa Esperança.

Um único lado

Lado A e Lado B dos famosos “corredores de brigas” ficaram de lado nos bailes da UGBR. “No início do funk havia as galeras “amigas” e “os alemão”. As galeras foram divididas nos bailes: de um lado, ficavam as do “Lado A” (quem “fechava” com algumas comunidades). Do outro, a galera do “Lado B”. No meio, o corredor ficava livre”, lembra Anderson Dias.

Atualmente, na União das Galeras de Belford Roxo, antigos inimigos agora estão no mesmo lado: o da paz. “Acabamos com a rivalidade. Tinha gente que nem podia pisar no bairro do outro e agora curti o baile junto. Aqui dentro tem gente que era do lado A e lado B, deixamos as brigas de lado para celebrar o funk e a paz. O baile funk não precisa ser violento”, afirma Moacyr Júnior, 34, o Papudo.

Mulheres também marcam presença nos bailes que acontecem em Belford Roxo.



Mulheres marcam presença 

E não são só os homens que curtem os bailes funks, em Belford Roxo. As mulheres são presença garantida nas ‘galeras’. “Funk é para todas as idades e para homem e mulher. Curto funk desde a minha adolescência e até hoje vou aonde ele estiver. Sou apaixonada pelo ritmo e vivo esta realidade. Não tem preconceito, somos bem-vindas”, diz Andréa Regina, 39.

Tem também aquelas que passaram a paixão para de mãe para filha, como uma forma de manter a tradição e o movimento vivos. “Eu sempre gostei de funk e ia para os bailes até mesmo grávida. Depois que a minha filha nasceu eu levava ela. Acho que ela foi se apaixonando também. Hoje em dia curtimos juntas. Estou neste meio há mais de vinte anos. Só quem faz parte sabe o que é. É quase um estilo de vida”, conta Simone dos Santos, 39.

A filha dela, Fernanda Alexandra, 18, aprendeu desde pequena a conviver neste ambiente. “Minha mãe ouvia funk e me levava pra curtir, ela teve influência, mas não me obrigou a nada, eu fui ouvindo e fui gostando. Não tem como resisti, eu adoro. E é muito bom poder me divertir com a minha mãe. ”, diz a jovem que faz parte da Galera de Shangrilá.


Fonte: O dia.



domingo, 12 de fevereiro de 2017

Inocente de Belford Roxo faz ensaio técnico na sapucaí.

Primeira a passar pela Sapucaí neste sábado, 11, a Inocentes de Belford de Roxo abriu a penúltima noite de ensaios técnicos da Série A para o Carnaval.
A escola de Belford Roxo levará para a Avenida o enredo “Vilões – o verso do inverso”, desenvolvido pelo carnavalesco Wagner Gonçalves.

Confira as fotos abaixo.






















Foto: sambarasamzzo